(41) 3501-8078

(41) 99604-3796

Blog

Os riscos que o HPV podem trazer para sua saúde bucal

Compartilhe esse post

O HPV na boca ocorre quando existe contaminação da mucosa bucal com o vírus papilomavírus humano, nome genérico de um grupo de vírus que engloba mais de cem tipos diferentes. A doença infectocontagiosa pode provocar a formação de verrugas na pele e na região oral (lábios, boca, garganta, língua, amígdalas), além das regiões íntimas: anal, genital e da uretra.


A forma de contágio é, na maioria das vezes, através de relacionamento sexual sem proteção, contudo não é a única forma de ter contato com o vírus. A contaminação também pode ocorrer através do compartilhamento de objetos, transmissão vertical (mãe/feto), saliva, de auto-infecção e de infecção por perfuração ou corte com objetos contaminados pelo HPV.

A doença, que muitas vezes se mantem silenciosa, pode ser transmitida de forma inconsequente devido a pessoa infectada nem saber que está com o vírus no corpo. Logo, a pessoa pode transmitir o vírus para o parceiro, por não ter apresentado sintomas.
Ainda não existe medicamento que mate ou elimine o vírus para sempre, o que pode ocorrer é que a pessoa fique com o vírus inativo. Contudo, no decorrer da vida a pessoa pode ter manifestações da infecção de tempos em tempos.

 

Estudo

Um estudo americano, do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Texas, em Houston, apontou que 7% da população entre 14 e 69 anos estão infectados com o HPV. E esse número tem aumentado significativamente nas últimas três décadas, sendo que em pessoas que já possuem alguma doença periodontal ou problemas relacionados com os dentes os números são de 51% e a prevalência em 28%, respectivamente.

O vírus que possui uma variação de mais de 100 tipos, tem uma variação de mais de 40 subtipos de HPV. Sendo que o subtipo mais frequente de HPV tonsilar (da garganta) é detectado HPV-16, de alto risco para câncer da orofaringe. A pesquisa também mostrou que a incidência maior de infecção oral acontece mais em homens.

 

Sintomas

Por ser uma doença na maioria das vezes silenciosa, alguns sinais podem surgir já com a doença avançada. Então, aos primeiros sinais de algo errado com a saúde bucal é importante procurar um profissional. A prevenção é a melhor estratégia, por isso visite seu dentista a cada seis meses.

Alguns sinais devem acender o alerta para o HPV bucal, como: feridas que podem ser de cor branca, vermelha-clara ou ter a mesma cor da pele, ou até mesmo pequenas lesões parecidas com verrugas esbranquiçadas, que podem se juntar e formar placas.

Tags

  • #hpv #hpvbucal #papilomavirus #patologiaoral #vph #prevencao #ists #saudesexual #saudebucal #saúde #odontocomamor #odontologo #dentista #odonto l #odontoporamor #odontodicas #vidadedentista #odontogram #dentistry #odontology #odontolove #dentessaudaveis #dentes #odontologiahumanizada #odontologiadigital #fluor #cremedental #escovarosdentes #fiodental #escovadedentes

Comentários

Compartilhe esse post

Entre em Contato Conosco