(41) 3501-8078

(41) 99604-3796

Blog

Gripou? Troque de escova!

Compartilhe esse post

Quando você gripa ou fica resfriado troca de escova de dente? Se a resposta for não, saiba que sua saúde pode estar em risco.

Gripe, resfriados, dores de garganta e de ouvido são infecções que exigem um cuidado especial também com os objetos de uso pessoal, incluindo as escovas de dentes. Mesmo após a escovação e o ritual de higienização da escova, os microrganismos podem não ser eliminados e ocasionar uma recaída da doença.

Os vírus e bactérias presentes nas infecções podem se alojar na escova, caso não seja trocada, podendo infectar a pessoa novamente. Então, o recomendado para evitar essa possível recaída é a troca da escova de dente logo após acabar o ciclo da doença.

A troca da escova é uma medida preventiva, mas vale tomar alguns cuidados durante o período de infecção para que não ocorra uma contaminação cruzada com outros membros da família.

Não é incomum que as pessoas deixem a própria escova próxima ou em contato com quem se divide a casa: parceiros, filhos, etc. Contudo, os microorganismos podem sobreviver dias, dependendo do local que for armazenada, como: desprotegidas sob a pia, ou dentro do espelho e gaveta, que são lugares escuros, úmidos, e propícios para o desenvolvimento das bactérias.

Então para evitar que o vírus se propague, é importante evitar que a escova do doente encoste em outras quando guardada. Por isso, a dica é ter um porta-escovas tradicional, com fendas, para manter os itens em pé e separadas em locais que tenham circulação de ar e sejam iluminados, além de protetores individuais para cada escova.

Lembrando que a medida é válida para crianças e adultos, ou seja, caso algum membro da família tenha sido infectado este deve ter um cuidado maior com sua escova. Mas caso tenha ocorrido aproximação da escova do doente com as demais é preciso que todos façam o descarte.

 

Troque de escova

A maioria dos dentistas concorda que o momento de trocar a escova deve ocorrer a cada três meses ou quando as cerdas se deformam. E isso ocorre devido ao desgaste das cerdas, que pode tornar a higienização ineficaz.

Outra razão para a troca é que com o passar do tempo, fungos e bactérias podem se desenvolver nas cerdas da escova, por má higienização ou até mesmo devido ao local que foi guardada. Lembrando que em casos de gripe e resfriado o recomendado sempre é a troca após o fim da infecção.

Tags

  • #gripe #escovadental #resfriado #infeccao #higienebucal #escovadedente #dente #prevencao #saudebucal #saude #sorrisosaudavel #odontologiapreventiva #dicadobem #tratamentoodontologico #cremedental #fiodental #bucal #dentes #saudedental #escovação #dordegarganta #dordeouvido #odonto #odontologia #odonto #odontologia #ortodontia #ortodontiacuritiba #dentista #odontologiaintegrativa

Comentários

Compartilhe esse post

Entre em Contato Conosco