(41) 3501-8078

(41) 99604-3796

Blog

Medicina Orofacial: além da nomenclatura

Compartilhe esse post

 

Dentistas, cirurgiões-dentistas, odontólogos. Já recebemos diversas nomenclaturas para designar um trabalho que vai além de cuidar dos dentes e da boca. Nós cuidamos da saúde dos nossos pacientes como um todo.

É notório que hoje os profissionais de odontologia cuidam da face e das estruturas crânio-cervicais a ela associadas, sem falar de como o nosso corpo é conectado e diagnosticamos muito além da boca. Mas isso só mostra que há muito tempo entramos na era do orofacial.

Hoje já existem especializações que comprovam a atuação fora da boca, como: Patologia Oral e Maxilo Facial, Radiologia Odontológica e Imaginologia, a própria Estomatologia, Ortopedia Funcional dos Maxilares, DTM e Dor Orofacial, dentre outras. Além das já reconhecidas, como a Estética Orofacial e a Harmonização Orofacial.

Logo, designar a profissão como Medicina Orofacial seria a nomenclatura mais adequada.  Orofacial devido à atuação na boca (oro) e em toda face. O termo está se popularizando a cada dia, principalmente em áreas como: DTM e Dor Orofacial, Estética Orofacial e Harmonização Orofacial.

Devido à crença de que a odontologia não contempla todos os atributos da profissão, surgiu um grupo dentro da classe que acredita e trabalha para que seja empregado essa nova nomenclatura. Inclusive, criaram a Associação Brasileira de Medicina Orofacial (ABMOF).

Além da ABMOF, hoje existe uma petição online na Avaaz com mais de 25 mil assinaturas e um Movimento Nacional da Medicina Orofacial. O Movimento ainda conta com um Comitê Nacional, que possui representantes em quase todos os Estados brasileiros, inclusive em alguns países, como Paraguai, Peru, República Dominicana, Portugal e Quênia.

 

Graduação

A mudança vai além da nomenclatura, os profissionais querem uma alteração também no sistema educacional. O curso de graduação em Odontologia passará a chamar-se Faculdade de Medicina Orofacial, uma vez que o nome da profissão mudará de “Odontologia” para “Medicina Orofacial”.

Assim como a mudança de nome, o curso também deverá seguir as diretrizes de um ensino médico, aumentando o tempo da graduação. Além da inclusão de disciplinas específicas da área médica, que visem a formação do profissional Médico-orofacial, com conhecimento teórico e prático da saúde geral do paciente, inclusive com a prática de Clínica Médica e Estágio Supervisionado em âmbito hospitalar, por exemplo.

 

Projeto de Lei

O deputado federal José Augusto Rosa, conhecido como Capitão Augusto, propôs em agosto do ano passado o Projeto de Lei 4.405/19. A proposta busca alterar as leis que regulamentam o exercício da Odontologia (Lei 5.081/66) e os respectivos conselhos da profissão (Lei 4.324/64), com o intuito de alterar a denominação “Odontologia” para “Medicina Orofacial” e de “cirurgião-dentista” para “médico-orofacial”.

Na justificativa do Projeto está que "A mudança do nome não se trata de preciosismo, mas de relevante adequação de interesse público, com a finalidade principal de dar clareza à população sobre as reais atribuições dos "CIRURGIÕES-DENTISTAS". Além de alegar que "o nome atual não condiz com o grau de responsabilidade técnica e científica desses profissionais, que realizam, no nível de alta complexidade, cirurgias de traumatologia buco-maxilo-facial, prótese buco-maxilo-facial (nariz, orelha, face, nas cirurgias ortognatias fazem até correções de má formações)." 

 

 

Tags

  • #medicinaorofacial #medicoorofacial #projetodelei #deputadofederal #medicinaorofacial #movimentohof #odontologiaintegra #dentessaudaveis #odontologiahumanizada  #areadasaude #dicasdesaude #saudebucal #saudedental #saudeebemestar #medicinadentaria #qualidadedevida #bemestar #saude #saudeoral #cirurgiaodentista #dentista #odonto #odontologia # dentista #dentistry 

Comentários

Compartilhe esse post

Entre em Contato Conosco